Produtos substitutos: Homem x Mulher

0
54

O homem precisa ser cavalheiro e romântico se não quiser perder mercado, as empresas também!

Tenho percebido uma forte tendência das mulheres trocarem os seus parceiros – maridos, noivos ou namorados – por parceiras mulheres. Na minha percepção esse fato ocorre por falta de duas posturas: cavalheirismo e o romantismo.

Algumas mulheres, ultimamente, estão buscando em seu próprio gênero essas lacunas que não estão sendo preenchida pelo gênero masculino, mas que encontram facilmente em uma parceira do mesmo sexo, pois elas próprias dominam muito bem isso.

Táxi x Uber

Relaciono esse fato com o que está acontecendo com os Táxis e Ubers pelo Brasil. O Uber é um serviço de transporte alternativo que ganha mercado por apresentar uma qualidade superior aos dos Táxis. Alguns homens como os Táxis começam a perder mercado porque não valorizam, não renovam e não preenchem as expectativas das mulheres.

Para uma mudança desse cenário e retomada de posicionamento sugiro a estratégia que Michael Porter indica em seu livro “Estratégia Competitiva” quando em um segmento existem produtos substitutos. Pois é assim, na atual conjuntura, que pode ser considerar essa situação.

Estratégia Competitiva

A estratégia para “produtos substitutos”, adaptada para esse caso, consiste em duas ações importantes: (1) os homens precisam fazer campanhas com o objetivo de mostrar para as mulheres os benefícios em ter um companheiro do sexo masculino; (2) atualizar a postura – cavalheirismo e romantismo – para evitar se tornar um gênero obsoleto e de fácil substituição.

Para ajudar na segunda ação procurei na Internet dicas para atualizar a postura dos homens e encontrei o artigo “4 atitudes que fazem de um homem um verdadeiro cavalheiro” no blog “Mulher se trata com Carinho“:

1 – Cozinhar – Uma mulher se sente valorizada e lisonjeada quando o homem prepara um almoço ou jantar para ela. Quem acha que homem não pode cozinhar é gente ridícula. Preparar um saboroso prato que a linda Princesa ama é um ato de amor e puro cavalheirismo.

2 – Lavar as louças – Uma mulher se sente valorizada e lisonjeada quando o homem lava as louças. Um verdadeiro cavalheiro, além de lavar as louças, também limpa a pia e o fogão. Quem acha que homem não pode lavar louças e limpar a cozinha é um ridículo.

3 – Lavar e passar as roupas – Uma mulher se sente valorizada e lisonjeada quando o homem lava e passa as roupas dela. Um verdadeiro cavalheiro deixa as roupas dela perfumadas e bem cuidadas. Quem acha que homem não pode lavar e passar as roupas é ridículo.

4 – Fazer a limpeza da casa – Uma mulher se sente valorizada e lisonjeada quando o homem varre e passa pano no chão, limpa as janelas, os móveis, os pertences e o ar-condicionado e seu filtro, deixando a casa limpa e bem cuidada. Quem acha que homem não pode limpar a casa é ridículo.

Tenho convicção que se o homem adotar a postura de cavalheiro e acrescentar boa dose de romantismo, como: levar flores, abrir a porta do carro, levar para jantar, ir passear, entre outras atitudes, não haverá motivos para as mulheres escolherem o mesmo gênero. Com isso o homem conseguirá reverter essa tendência em um curto espaço de tempo, onde a cada dia que passa o mercado fica mais competitivo para os homens e para as empresas.

Prof. Alexandre Araújo
Especialista em Esquadrias de Alumínio, Fachadas Pele de Vidro e Glazing e Revestimento em ACM. Certificado na Espanha em Esquadrias com Sistema de Câmara Europeia. Ex-instrutor do SENAI e CEFET. Mestre em Sistemas de Gestão pela Qualidade Total – Organizações e Estratégia e Pós-graduado em Marketing. Professor Universitário. Consultor e Instrutor do SEBRAE. Analista de T&D da AFEAL. Sócio-fundador do Canal do Serralheiro. Autor de três livros.

DEIXE UM COMENTÁRIO